CaetitéEsporte

ATLETA CAETITEENSE DE MMA TEM LUTA CONFIRMADA PARA 15 DE ABRIL

Jonas de Jesus atua no esporte desde de criança, iniciando sua carreira como atleta na capoeira , onde o mestre o batizou de “Sabiá”. Praticante do karatê e do Box, Jonas já treinou kickboxing e Judô no fundo de quintal.

Conhecendo a Academia Sparta Thaiboxing (Caculé/Caetité – Ba), teve a oportunidade de estrear com a modalidade do kickiboxing, conseguindo o locaute no segundo Round. Mas o Atleta não parou por aí, além das modalidades anteriores mencionadas, também prática o Muay Thai, modalidade que somada aos outros aprendizados, o levou ao MMA de Porções – Ba. Neste período, Jonas também praticou o Gangue Fait em Barra da Estiva, passando pelo Rio de Janeiro , e competindo até internacionalmente, exemplo dos combates no México e na França.

Com Luta marcada no município de Porções para o dia 15 de Abril, o atleta tem treinado de segunda a sábado. A luta de MMA, na categoria 61 quilos, será um marco, pois quem ganhar levará para casa o cinturão da categoria GOMES FIGHT CHAMPIOSSHIP. Empenhado em um projeto social gratuito que envolve esporte/cultura no município de Caetité-Ba, Jonas ministra aulas de capoeira para crianças e adolescentes na Uneb – Campus VI e frisa à nossa edição a necessidade de patrocinadores para preparar-se ainda mais para a luta e poder concretizar a logística necessária para tal, pois terá que recorrer aos preparadores físicos e psicológicos de Salvador – Ba e do Rio de Janeiro, já que na região, segundo o atleta, não contamos com o trabalho especializado para a modalidade MMA.

“Precisamos do patrocínio, porque não é só treinar MuayThai, não é só treinar Box, não é só treinar uma modalidade de luta, o MMA é complexo, é preciso treinar as lutas agarradas, as lutas de grade, a parte streiik, grep, nós temos que estar sempre nos aprimorando, treinando constantemente, e para isso, é necessário investimento…neste momento, em relação à logística, é um fator fundamental, pois aqui na região nós não temos especialistas em MMA. Hoje a gente precisa buscar treinar com os melhores daquela modalidade para se ter sucesso. Em nosso município (Caetité) temos excelentes profissionais do Jiu-jitsu, do Muay Tai, do Box e acredito que futuramente, se conseguirmos nos unir, faremos uma equipe muito boa”, pontuou Jonas.

Sabemos que um dos maiores obstáculos de ser atleta é manter a alta performance e patrocínio é uma parte fundamental na engrenagem que faz o esporte girar. No mundo da luta não é diferente. Graças a marcas que investem em atletas e eventos, é possível mudar vidas e até mesmo a sociedade. Não são poucos os lutadores que saíram das periferias brasileiras para ganharem o mundo e se tornaram exemplos em suas comunidades, caso da Amanda Nunes, do Minotouro, Minotauro e Acelino Popó , entre tantos outros aqui no estado da Bahia. Muitos deles, inclusive, implementam projetos sociais para retribuir as oportunidades que receberam.

Patrocinar atletas e eventos esportivos vai além da compreensão humana, pois não é algo estático, no esporte e na cultura há possibilidades de caminho e futuro para centenas, milhares de crianças e adolescentes, é o que aponta Jonas de Jesus quando afirma que “Esporte é vida, esporte é disciplina e anda lado a lado com educação”.

Fonte: vouve / Fotos: arquivo pessoal – projeto social
Edição: Roberta D. V. da Hora

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo