Bahia

Baianos da canoagem são convocados para prova internacional

Além dos três atletas, integram a delegação brasileira os técnicos Ronilson Matias de Oliveira, Figueiroa Conceição Souza e Álvaro Acco Koslowski.

Depois do triathlon, é a vez de a canoagem baiana dar continuidade à excelência no esporte com a convocação dos atletas Jonata Coutinho dos Santos, Evely Santos Gomes e Radija Ferreira da Conceição para a prova Olympic Hopes 2021, competição internacional que ocorrerá de 9 a 12 de setembro, na cidade de Racice, República Tcheca.

Os três atletas passaram por edições do projeto social de iniciação na canoagem Remando no Rio de Contas e que no ano passado foi rebatizado como Remando no Litoral Sul. Mantido, desde 2017, pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), o projeto desenvolve aulas de iniciação esportiva na canoagem em núcleos nos municípios de Itacaré, Ubaitaba, Ubatã e, desde 2020, em Maraú.

O convite aos baianos para a prova internacional partiu da Confederação Brasileira de Canoagem, em circular assinada pelo presidente da instituição, Jonatan Pimentel. Além dos três atletas, integram a delegação brasileira os técnicos Ronilson Matias de Oliveira, Figueiroa Conceição Souza e Álvaro Acco Koslowski.

“A convocação para essa prova internacional confirma, mais uma vez, que a canoagem da Bahia segue em alta, com talento e potencial de atletas reconhecidos por dirigentes da modalidade esportiva. Também revela o quanto tem sido acertado o investimento que vem sendo feito pelo Governo do Estado em mais este segmento esportivo, desde a construção dos centros de excelência de canoagem à manutenção dos núcleos de iniciação esportiva”, ressalta Vicente, referindo-se aos centros construídos pela Sudesb e já em funcionamento em Itacaré e Ubaitaba e o que será entregue, nos próximos 60 dias, em Ubatã.

Política pública

Juntos, os quatro núcleos atendem 360 meninos e meninas de 8 a 18 anos. A última edição do projeto iniciou em dezembro/2020 e segue ativo até início de janeiro do próximo ano. Presidente da Federação de Canoagem da Bahia e moradora de Ubaitaba, Camila Lima destaca a importância que tem sido o desenvolvimento dessa política pública na região. “Temos aqui um celeiro de talentos, com atletas que podem seguir o mesmo caminho dos nossos campeões Isaquías e Erlon e também Jack Godmann, que acabou de representar o Brasil na Olimpíada de Tóquio. Portanto, fomentar essa prática esportiva deverá resultar em muitas outras medalhas para atletas baianos de canoagem”, diz Camila.

Segundo informa, Jonata e Evely foram alunos do projeto social na edição 2019/2020 e Radja entre 2020/2021. Os atletas embarcam para o país europeu em 4 de setembro, retornando ao Brasil no dia 13 do mesmo mês.

Fonte: Ascom/ Sudesb / Foto: Sudesb

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo