BahiaPolítica

Diretor do Paraná Pesquisas aponta ‘exaustão de PT’ na Bahia

O diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, afirmou, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia publicada nesta terça-feira (14), que a eleição do próximo ano não será fácil para o pré-candidato ao governo da Bahia, o senador Jaques Wagner. Hildaldo apontou uma “exaustão de PT” no estado.

“A eleição vai ser muito equilibrada na Bahia. Muito equilibrada. Neto vai largar muito na frente, porque é uma vantagem muito boa. Não é fácil para o Jaques Wagner. Fora que há uma exaustão de PT, há muito tempo de governo do PT. Isso joga a favor do Neto”, avaliou Hidalgo, em entrevista à Tribuna da Bahia.

Para Hidalgo, as pesquisas também demonstram a perda de terreno eleitoral do ex-presidente Lula (PT) no estado. “(A pesquisa) mostra que Neto é muito forte e, ao mesmo tempo, o Lula é muito forte. Só que o Lula não é tão mais forte quanto era. Lula não é tão forte quanto era quatro, oito, 12 anos atrás. Basta saber se conseguirá passar os votos para o Jaques Wagner ou não”, analisou.

A última pesquisa divulgada pelo Instituto Paraná Pesquisas no início do mês apontou ACM Neto (União Brasil) com 54,8% das intenções de voto na disputa pelo governo estadual, enquanto Wagner aparece com 23,1%. Eles são seguidos pelo ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), com 3,9%, a ex-secretária de Saúde de Porto Seguro, Raissa Soares, com 2,6% das intenções.

Em seguida, surge o vereador de Salvador, Alexandre Aleluia com 0,9%, e o ex-vereador Marcos Mendes (PSOL) 0,3%.

Fonte: politicalivre / Foto: Reprodução / Facebook / Arquivo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo