Brasil

Morre, aos 77 anos, o marqueteiro Duda Mendonça

O publicitário estava internado há mais de dois meses no hospital Sírio Libanês, onde tratava um câncer no cérebro

O marqueteiro Duda Mendonça, morreu, nesta segunda-feira, 16, aos 77 anos, em decorrência de um câncer no cérebro. Ele estava internado no hospital Sírio Libanês há mais de dois meses. A informação foi publicada pela coluna do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Desde a internação em São Paulo, à pedido da família, as informações sobre o estado de saúde do publicitário não estavam sendo divulgadas.

Famoso por sua atuação em campanhas petistas, e por ter criado o slogan “Lulinha, Paz e Amor”, em 2002, Mendonça também trabalhou com nomes como Paulo Maluf, Miguel Arraes, Ciro Gomes, e Paulo Skaf.

Mendonça, que esteve envolvido diretamente no escândalo do mensalão, foi absolvido em 2012 pelo Supremo Tribunal Federal. Os ministro concluíram que ele não teria como saber se era ilícita a origem de R$ 10,3 milhões que recebeu em 2002 na campanha de Lula ao Palácio do Planalto.

Anos mais tarde, em 2016, teve seu nome envolvido na Operação Lava Jato, sob suspeita de ter recebido R$ 10 milhões para o grupo político do presidente Michel Temer delatado por executivos da Odebrecht.

Casado com Aline Mendonça, ele deixa quatro filhos.

*Em atualização

Por terra / Foto: Reprodução Política Livre

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo