RegiãoSaúde

MP recomenda que Brumado revogue decreto que desobriga uso de máscaras

O Ministério Público da Bahia recomendou nesta quinta-feira, 11, que o município de Brumado revogue o decreto que desobriga o uso de máscara de proteção facial em locais abertos ou fechados. Por meio da promotora de Justiça Paola Maria Gallina, o órgão pontua que a decisão municipal está em desacordo com a Lei Estadual nº 14.261/2020, que prevê a obrigatoriedade do uso do equipamento a todas as pessoas em circulação externa nos municípios baianos em que estão em vigor os decretos legislativos de reconhecimento de estado de calamidade pública aprovados pela Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e que tenham confirmado caso de Covid-19.

>>Prefeitura de Brumado desobriga uso de máscaras e especialistas criticam decisão

O MP-BA defende que o decreto deve ser suspenso enquanto estiver em desacordo com a norma ou até que sejam apresentados os critérios técnicos-científicos e o plano elaborado para evitar o aumento do risco de contágio em decorrência da medida adotada.

A promotora destaca que, ainda que os municípios disponham de competência para disciplinar as próprias normas relativas ao enfrentamento da atual pandemia, “a eles não é dado o poder irrefreável e absoluto de decidir em dissonância com as normas estaduais e federais que versam sobre o mesmo tema, já que a sua competência deve suplementar as medidas de interesse supramunicipal”.

Caso haja norma estadual restritiva sobre determinada matéria, o Município não pode editar ato mais permissivo que viole o regramento do Estado, reforçou Paola Gallino.

Segundo o MP, normas e o cenário atual foram observados para elaboração da recomendação, incluindo o 594º Boletim de Monitoramento da Covid-19 publicado nesta quarta-feira, 10, pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, que registrou 516 casos de Covid-19 e que o número de mortos é de 27.150 pessoas desde o início da pandemia.

Além disso, segundo o órgão, foi considerado o parecer técnico do Comitê Estadual de Emergência em Saúde da Bahia, do último dia 03, que reafirma a necessidade de serem mantidas as medidas sanitárias para o enfrentamento da Covid-19, inclusive o uso de máscara em locais abertos e fechados, a nota emitida pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde, no último dia 08, em que se chama a atenção dos gestores para a necessidade de manutenção da obrigatoriedade do uso de máscaras neste momento da pandemia; dentre outros.

O decreto do Município de Brumado só prevê uso de máscaras em instituições de ensino, para as pessoas com sintomas gripais ou que estejam infectadas pelo coronavírus.

Por atarde.uol / Foto: HR BAHIA

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo