Economia

País soma 66,13 milhões de inadimplentes, que devem R$ 271,6 bilhões

Números recordes foram alcançados após a entrada de 2 milhões de pessoais na lista de nomes no vermelho, de acordo com a Serasa

O Brasil atingiu novo recorde de inadimplência em abril. Naquele mês, 66.132.670 brasileiros estavam com o nome no vermelho, de acordo com a Serasa Experian. Juntos, eles acumulavam um débito de R$ 271,6 bilhões. O recorde de inadimplência foi alcançado com a entrada de 2 milhões de novas pessoas que não puderam pagar suas contas.

Os segmentos de bancos e cartões possui 28,1% dos débitos, enquanto contas básicas como água, luz e gás representam 22,9%. Na comparação com abril de 2021, o setor de financeiras foi o que teve maior aumento na participação de inadimplência, indo de 9,6% para 12,4%.

“As financeiras costumam oferecer crédito para perfis de risco, como os de consumidores inadimplentes. Por isso, quanto mais instável ficar o cenário econômico, mais a inadimplência desse setor tende a crescer”, afirmou o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. Por faixa etária, os inadimplentes têm predominância no grupo de 41 a 60 anos (34,8%).

Fonte: G1 / Por bahia.ba / Foto: reprodução do site da FGV Ibre

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo