BahiaPolíciaRegião

Suspeitos de caça ilegal de animais são presos em Santa Rita de Cássia

Uma dupla de caçadores foi presa na última quinta-feira (16) em Santa Rita de Cássia, no Oeste da Bahia. A prisão dos dois homens suspeitos de serem caçadores ocorreu por volta das 9,h no Povoado do Peixe”, após uma operação deflagrada entre a Polícia Militar da Bahia e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

Conforme a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram apreendidas sete espingardas, diversas munições, armadilhas e carcaças de animais silvestres. A

ação fez parte do levantamento de informações sobre a caça predatória na região da Estação Ecológica do Rio Preto, na cidade de Formosa do Rio Preto, no oeste da Bahia.

Equipes do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) e do Inema iniciaram as buscas pelos supostos autores, sendo que um dos suspeitos estava na casa onde mora, local apontado pelas informações levantadas pelo Inema. Ele foi abordado, posteriormente autorizou a nossa entrada na residência, onde durante a revista, foi encontrado uma espingarda calibre 36 e outra artesanal, carcaças de dois tatus e uma paca, materiais que comprovaram a prática ilegal da caça.

De acordo com o major Ricardo Diz Pazos repassada ao G1,outros dois suspeitos também foram identificados pelas equipes na localidade e no povoado de Veredão, divisa com o estado do Piauí. O primeiro, ao ver as equipes, fugiu por uma região de mata fechada, deixando pra trás uma espingarda tipo rifle calibre 22, nove trabucos, três redes, duas aratacas e tatuzeiras, dois estilingues – materiais usados para capturar os bichos , além de cartuchos de calibres 36, 28 e 22, pólvora e recipientes contendo chumbo e espoleta.

O segundo foi encontrado em Veredão e, após também autorizar a entrada dos agentes na casa onde mora, teve quatro espingardas de calibre 36, 32, 22 e 5.5, além de carcaças de animais selvagens guardadas em um freezer apreendidas.

Os suspeitos e os materiais foram encaminhados para a Delegacia Territorial (DT) de Santa Rita de Cássia. O delegado Arnaldo Monte, titular da unidade, disse que os suspeitos foram flagranteados por caça ilícita e posse ilegal de arma de fogo.

Ainda de acordo com o delegado, eles precisavam de um documento de autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para a prática, como não tinham, houve o flagrante. A dupla foi liberada após pagarem fiança.

Por FolhaDoVale / EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL
Foto: Divulgação / SSP-BA

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo